Notícia / Artigo

Colaboradoras do Cartório do 1º Ofício de Barra do Garças recebem treinamento de defesa pessoal

20 de agosto de 2019

Colaboradoras do Cartório do 1º Ofício de Barra do Garças recebem treinamento de defesa pessoal

No dia 15/08, as colaboradoras do Cartório do 1º Ofício de Barra do Garças, receberam treinamento de defesa pessoal. A aula foi ministrada pelos professores Pedro e David, da Academia Gracie Barra.

Durante a aula, que durou cerca de uma hora, os professores abordaram sobre a importância da defesa pessoal para as mulheres, ensinaram técnicas e deram dicas sobre como agir, caso seja vítima de algum (a) agressor (a). Segundo o professor Pedro, ao saber alguns métodos, as mulheres ganham confiança e passam a afastar possíveis agressores.

O mês de Agosto é marcado pelo “Agosto Lilás”. A campanha tem como objetivo fomentar a discussão sobre a violência doméstica. Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), no ano de 2018, 16 milhões de mulheres acima de 16 anos sofreram algum tipo de violência: 3% ao se divertir num bar, 8% no trabalho, 8% na internet, 29% na rua e 42% em casa. A pesquisa ainda revelou que o número de mulheres agredidas fisicamente alcança quase cinco milhões de mulheres, uma média de 536 mulheres por hora e 177 espancadas.

O Cartório teve a iniciativa do treinamento devido a campanha, que é marcada pela Lei Maria da Penha. Todas as colaboradoras tiveram a oportunidade de aprender técnicas de defesa contra roubo de bolsa, puxão de cabelo, agressão, estrangulamento, situação de estupro, entre outras situações às quais as mulheres são mais suscetíveis.

REDE DE FRENTE

No próximo dia 24/08, acontecerá a ação Rede de Frente – Rede de Enfrentamento da Violência Doméstica contra a Mulher de Barra do Garças e Pontal do Araguaia-MT em parceria com o Cartório do 1º Ofício de Barra do Garças-MT. O evento será realizado na escola Delice Farias, Bairro São José, das 10hs às 17hs e contará com serviços comunitários gratuitos.

Reconhecimento

Segundo o portal eletrônico G1, desde a criação da Rede de Frente (2013), apenas um feminicídio foi registrado até setembro de 2018. Antes do projeto, somente no ano de 2012, foram contabilizados quatro feminicídios.

Em 2017, o projeto foi vencedor do prêmio do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e atualmente está concorrendo ao prêmio nacional da Instituição Innovare.

Fonte: Bianca Oliveira de Carvalho
Assessora de comunicação do Cartório do 1 Ofício de Barra do Garças – MT

Twitter Whatsapp